A paz tão sonhada...

18/12/2017 10:09

A paz tão sonhada...

    Vamos começar o ano civil de 2018, depois de vivenciarmos as alegrias do Natal!. Temos bonito costume de desejar uns aos outros votos de felicidade e de paz que são anseios do coração do ser humano.

    Assim sendo, quero convidar você, caríssimo paroquiano, devoto, colaborador, dizimista, amigo leitor de nosso informativo, a refletir a cerca da PAZ. Paz é uma daquelas palavras que tem significado único, mas aplicações diversas. “Hoje, está uma paz aqui ...”; “ agora ele está em paz...”Estou com meu coração em paz”. Em qualquer dessas expressões é visível o significado de paz. Essa evidência deixa claro também o seu oposto, que pode bem merecer o nome de guerra. E é esse o sentido principal e usual da palavra paz: o oposto de guerra. Sim; qualquer oposição a um sentimento de paz é uma guerra, dure o quanto durar. “Feliz os que promovem a paz, porque serão chamados filhos de Deus.(Mt. 5,9). Assim Jesus nos convidou no “sermão da montanha” a sempre promover a paz, pois com ela o homem será feliz e será sacramento do Reino proposto por Ele.

    A paz de Jesus não se baseia em circunstâncias; é de dentro pra fora e não de fora para dentro. A verdadeira paz é a paz interior; é deitar a cabeça no travesseiro e “dormir tranquilo” mesmo em meio à guerra. Como é possível isso? Simples. A paz que Jesus nos dá é fundamentada na fé em sua Palavra, que diz: “Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim.” (Jo 14,1). A paz que Jesus nos dá é a confiança em todas as Suas promessas. A encíclica “Paz na terra”, de João XXIII, afirma que “o fundamento da construção da paz consiste na origem divina do homem, da sociedade e das próprias autoridades que empenha os indivíduos, as famílias, os vários grupos sociais e os Estados a viver relações de justiça e solidariedade. É tarefa de todos os homens construir a paz, com o exemplo de Jesus Cristo, através destes dois caminhos: promover e praticar a justiça, com verdade e amor; contribuir, cada um segundo as suas possibilidades, com o desenvolvimento humano integral, segundo a lógica da solidariedade".

    Para todos e para os seguidores do site sbjl.com.br desejo um feliz 2018, repleto de Justiça e Paz!

 
Voltar