Eis o Tempo!

04/02/2016 21:29

    Amados  irmãos e  irmãs! Fevereiro será  marcado de  forma intensa pela liturgia quaresmal que a Igreja inicia no  dia 10, quarta feira, com a  celebração   da bênção e imposição das cinzas. Esse ato litúrgico tem por objetivo nos recordar  que somos  pó e ao pó voltaremos. O tempo da quaresma é  grande convite para conversão pessoal, familiar    e comunitária.  Período em que a Igreja se recolhe em reflexões e meditações a respeito  da paixão e morte de  Jesus,  se  preparando de  forma intensa  para  celebrar a razão  de  nossa fé, a ressurreição de Cristo, pela  qual nos é dada a certeza da  vida  eterna:  a nossa redenção.

    Para  esse tempo, a Igreja no Brasil nos  apresenta um caminho espiritual de reflexões com temáticas  atuais. Na força do  Espírito, cujo agir consiste em  chamar, congregar, superar barreiras e unir pessoas de boa vontade ao redor de objetivos comuns, nos é apresentada a Campanha da Fraternidade Ecumênica de 2016, com o tema “Casa Comum: nossa responsabilidade” e o lema “Quero ver o direito brotar como fonte   e correr a justiça qual riacho que não seca” (Am 5,24). Neste ano, a CF tem como objetivo geral “assegurar o direito ao saneamento básico para todas as pessoas e empenharmo-nos,à luz da fé, por políticas públicas e atitudes responsáveis que garantam a integridade e o futuro de nossa Casa Comum”.  Essas reflexões tiveram inspiração na encíclica do  Pp. Francisco “ LAUDATO SI ” (louvado seja meu Senhor) na qual o Papa inicia cantado os  louvores  a Deus pela mãe  Natureza, esta irmã que clama contra o mal que lhe provocamos por causa do uso irresponsável e do abuso dos bens que Deus nela colocou; precisamos cuidar da casa comum de todos nós,  viajantes que somos  do planeta azul:  terra/água, flora/ar, fauna/clima, cidades/florestas da humanidade de Deus dos séculos XX e XXI. Papa Francisco nos convoca para ação missionária renovadora: olharmos com carinho e engajamento face à deterioração do nosso ambiente, urbano e rural, e da nossa casa comum que é a terra. É preciso olharmos nossos ambientes naturais. Nossos estilos de vida urbanos e rurais necessitam de transformações para termos um mundo/planeta melhor, mais justo e mais fraterno!.

    Assim desejamos a todos paroquianos, devotos, colaboradores e leitores deste meio de informação. Que este tempo quaresmal lhes seja favorável em bênçãos!  

Voltar