Entronização da Imagem de Nossa Senhora Aparecida no Santuário do Sr. Bom Jesus do Livramento

29/05/2017 20:57

 Imagem de Nossa Senhora Aparecida - 300 anos

    Três séculos se passaram desde que, num dia de outubro de 1717, à semelhança de Pedro e companheiros no lago de Genesaré, três fatigados pescadores remavam no rio Paraíba do Sul sem nada pescar. De repente, um susto: ao invés de peixe encontraram o corpo de uma imagenzinha quebrada e não a devolveram ao rio; mais adiante, uma surpresa: a rede de pesca lhes trouxe uma cabeça de barro que se encaixou no resto da imagem. Felipe Pedroso colou a cabeça no corpo da imagem “aparecida” e, aos poucos, o povo começou a cultuá-la. Anos foram se passando, fenômenos sobrenaturais e sinais miraculosos iam acontecendo nas casas onde a imagenzinha fosse acolhida. A cada dia a piedade popular mais se apegou à devoção a Nossa Senhora da Conceição Aparecida cujos repetidos milagres começaram a emocionar a vida do povo católico brasileiro.

    Trezentos anos depois, a crença, a fé e a confiança na intercessão de Nossa Senhora Aparecida toma conta do nosso País e começa a se espalhar pelo exterior. Aqui, ela é a padroeira do Brasil, com ermidas, capelas e igrejas espalhadas por cidades, estradas, choupanas, palafitas ribeirinhas. É mãe dos brasileiros de todas as cores, cujo símbolo enobrece casas, vestimentas, cabines de veículos... Entretanto, é na outrora “Aparecida do Norte” que está aconchegada a imagenzinha original, visitada, em média, por mais de doze milhões de pessoas, a cada ano. Por isso, o Santuário Nacional de Aparecida celebra solenemente esses “trezentos anos de bênçãos”.

    No Santuário Arquidiocesano de Liberdade, dedicado ao Bom Jesus do Livramento, o Reitor, Padre Ivair Carolino, aproveitou o mês de maio, “mês de Maria e mês das mães”, para mandar embutir na parede próxima à pia batismal, um nicho assemelhado ao retábulo do Santuário Nacional de Aparecida, com a mesma inscrição lá contida. Nele entronizou-se uma imagem de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, abençoada ao final de Santa Missa do dia 14 de maio, porque em cada mês o dia 14 é celebrado especialmente em honra ao Bom Jesus, Cristo sofredor, redentor da humanidade. 

    Assim, o Santuário que guarda a memória do Filho representada na figura do Bom Jesus, agora acolhe a imagem da Mãe. Desta forma, a Paróquia/Santuário se une ao Santuário Nacional e ao povo brasileiro deixando marcada para a posteridade sua homenagem ao tricentenário do encontro da imagenzinha de Nossa Senhora Aparecida. 

 

Voltar