Igreja sempre em missão!

28/03/2017 20:40

Igreja sempre em missão!

    Vem a Paróquia de Liberdade se mostrando fiel ao lema do Sínodo da Arquidiocese de Juiz de Fora que assumiu o compromisso de ser sempre “Igreja em Missão”. Março, mês que, em 2017, marca o início do Tempo Quaresmal, tem sido especialmente rico em oportunidades de ajudar que todos revigorem seu amor a Deus ( “crer no Evangelho”) e se voltem para Ele (“converter-se”), conforme exorta a Igreja na quarta feira das cinzas.

    Assim é que, sob o zelo e acompanhamento espiritual do pároco, Padre Ivair Carolino, eventos importantes acontecerem, cada qual para produzir fruto a seu tempo e modo: pela segunda vez, a Paróquia vivenciou um Retiro de Conversão e Avivamento do Espírito, com palestras, louvor, adoração ao Santíssimo Sacramento, em final de semana. Por sua vez, o grupo “Juventude Libertense Seguindo Jesus” uniu-se à alegria e à fé que movem outros grupos da Arquidiocese e subiram o Morro do Cristo”, em Juiz de Fora, em mais uma “Via Sacra”, memória que se faz dos passos de Jesus, desde seu julgamento até ao depósito de seu corpo num sepulcro emprestado (nada teve de si mesmo, nem um berço, nem um túmulo). Também nas comunidades urbanas de Liberdade, ao amanhecer de cada sexta-feira da quaresma, Pe Ivair dirige os encontros e preside a via sacra, fazendo as paradas (“estações”) em 14 casas de cada comunidade, representando a condenação, o padecimento e a morte de Jesus, e, por fim, sua ressurreição. A esses piedosos atos chama-se de caminhada penitencial quaresmal.

    No terceiro domingo, confrades da Sociedade São Vicente de Paulo das paróquias de Liberdade, Lima Duarte e Bocaina de Minas fizeram seu retiro anual no Centro de Convivência Vargem da Imagem, seguindo as regras próprias da Sociedade, encerrando-se com Missa das cinco intenções, celebrada na Capela local. Durante o encontro deu-se destaque ao Ano Mariano, meditando-se sobre Maria na Bíblia (espelho para o carisma vicentino) , Maria no Mundo e, finalmente, Maria no Brasil: a tão querida Nossa Senhora, na figura da concepção de Jesus (da Conceição), Aparecida das águas pelas mãos de três humildes pescadores, testemunhas de santo mistério que perdura no tempo por três séculos ou seja, por 300 anos de bênçãos e graças jorradas da intercessão do coração maternal de Maria, mãe de Jesus/Deus e nossa Mãe. 

Voltar