Ó cruz onde está sua vitória?

09/04/2019 09:00

Ó cruz onde está sua vitória?

O mês de abril marca, neste ano, o maior acontecimento da história, pois faremos memória e atualização da paixão e morte de Jesus. Todo o drama de um Deus crucificado por amor ao homem, criatura moldada a sua “imagem e semelhança” (Gn 1,26).

 A cruz era um instrumento de tortura e morte usado durante o tempo do Império Romano. Vergonha e agonia na morte pela cruz. Uma das mais terríveis formas de punição! A crucificação combinava vergonha, tortura, agonia e morte. Era a mais humilhante das formas de execução, sendo usada para indivíduos que eram condenados pelas autoridades romanas.

Um mistério insondável de amor e de dor que projeta luz sobre o quanto cada um de nós é importante para Deus. Cristo não mediu esforços para resgatar cada um de nós; foi até as últimas consequências. São João expressou isto como ninguém: “tendo amado os seus que estavam no mundo, amou-os até o fim” (Jo 15,1). Mas a morte não teve a ultima palavra, pois Cristo ressuscitou; que significa isso? Que com a páscoa de Jesus, a morte, até então invencível, foi finalmente vencida. E ela será vencida também por aqueles que se associam a Cristo pela fé. Pertence à fé cristã a convicção de que Cristo é o primeiro entre muitos irmãos e irmãs a ressuscitar; e todos nós ressuscitaremos em seguimento dele.

De acordo com a fé cristã, através da morte de Jesus na cruz e da ressurreição, todo aquele que crê pode obter a salvação e a vida eterna. A fé na ressurreição de Jesus Cristo é o fundamento da vida cristã. A fé cristã estaria morta se lhe fosse retirada a verdade da ressurreição de Cristo. Também significa que Deus manifestou-se verdadeiramente e que Cristo é o critério no qual o homem pode confiar. A fé na ressurreição de Jesus é algo tão essencial para nós cristãos que São Paulo chegou a escrever: “Se Cristo não ressuscitou, a nossa pregação é vazia, e vazia também a vossa fé” (1Cor 15, 14). A Vitória da Cruz está na Ressureição.

Assim sendo, convidamos a todos para participar das celebrações litúrgicas que irão recordar e atualizar os grandes fatos de vida de Jesus, sua paixão, morte e RESSURREIÇÃO.

A todos desejo uma feliz páscoa.

 

Pe. Ivair Carolino

Pároco e Reitor

 

Voltar