Com alegria, dai graças ao Pai...

30/10/2016 21:50

“Com alegria, dai graças ao Pai... “

    Amados irmãos e irmãs: em novembro, a Igreja  celebra Cristo, Rei do Universo, e proclama  diante do mundo que somente Ele é o sentido último de tudo e de todos.   Só Cristo é definitivo e absoluto!. Ele é Rei não porque se distancia de nós, mas precisamente porque se fez “Filho do Homem”, solidário conosco em tudo: o Emanuel.  Experimentou nossas pobrezas e limitações;  caminhou pelas nossas estradas, derramou seu suor, experimentou nossas angústias e sentiu tantos dos nossos medos.  Vivenciou toda realidade humana  exceto o pecado;   aproximou-se  dos  pecadores, dos excluídos e marginalizados revelando o quanto  Deus ama a seus  filhos  e filhas e deseja que sejamos  uma  só família, pois temos um único Pai. Isto Jesus nos revela quando  nos ensinou a rezar dizendo: PAI NOSSO QUE ESTAIS  NO CÉU... ensinando-nos que somos  irmãos pois  temos um só Pai. Demos graças por isto!.

    Na solenidade de Cristo Rei deste novembro, Papa Francisco vai encerrar o Jubileu Extraordinário da Misericórdia que trouxe-nos oportunidade de perceber o calor do amor de Deus quando nos carrega em seus ombros e nos traz de volta para sua casa, a  casa  paterna. Tornamo-nos testemunhas da misericórdia. Jubileu: tempo favorável para tratar as feridas, para não nos cansarmos de ir ao encontro daqueles que esperam os sinais da proximidade de Deus.

    No Santuário de Liberdade, onde foi colocada uma das cinco “Portas da Misericórdia” da Arquidiocese de Juiz de Fora, a  cerimônia de encerramento do Jubileu acontecerá na Santa Missa no dia 14 de novembro, quando o Arcebispo Dom Gil Antônio  fechará  a Porta da Misericórdia. Já a partir do amanhecer daquele dia 14, toda a  FAMÍLIA BOM JESUS estará reunida em oração, em adoração a Jesus no Santíssimo Sacramento, celebrando as  maravilhas do Bom Jesus  em nossas  vidas. Convido a todos para  virem celebrar  conosco o  encerramento do Jubileu e, também, a bonita  festa  de Cristo Rei para  rendermos  graças pelas  bênçãos  que  o Senhor nos  concedeu ao longo deste Ano Santo da Misericórdia.

Voltar